Segunda-feira, 27 de Fevereiro de 2012

Finalmente, o contacto para as consultas na zona do Porto

CASP - Centro de Apoio e Serviço Psicologico ISMAI - Instituto Superior da Maia Avenida Carlos Oliveira Campos Castêlo da Maia 4475-690 S. Pedro de Avioso Cordenadas GPS: N 41.2677920 - W 8.6170470 Telefone: 22 982 89 86 (para marcação prévia) E-Mail: casp@ismai.pt  
publicado por Vítimas de Stalking às 09:34
link do post | comentar | favorito
8 comentários:
De Anónimo a 27 de Fevereiro de 2012 às 15:50
Já tinha feito um comentário a semana passada mas penso que não foi levado a sério, por não me enquadrar dentro do típico "mulher seguida por Ex-marido, ex-namorado" ou algo que o valha.
No meu caso particular e como expus, ´sou seguida por vizinhos e pessoas amigas destas - tem tudo a ver com uma questão ligada a um apartamento que está alugado e que querem para um familiar de forma a fazerem um duplex, já que as pessoas em causa vivem no andar logo imediatamente inferior. Sou seguida para as compras, farmácia, quando vou a entrevistas, quando saio...os meus amigos têm receio de se envolverem, assim que não tenho provas...só vos posso dizer que já dura há cerca de ano e meio. Como não tenho provas, não tenho SMS, não tenho telefonemas, não tenho cartas...apenas aparecem e apanham constantemente os meus transportes quando sei perfeitamente que nada têm a resolver nessa direcção. O que faz uma pessoa nesta situação? Onde posso procurar ajuda? Penso que até aqui não tenho ajuda pois a verdade é que o meu comentário da semana passada não aparece em lugar algum do site...Temo pela minha integridade fisíca e pelos membros da minha família. Os namorados que tentei ter, parece que se assustaram e nunca mais comunicaram comigo, sem que houvesse razão para tal. Julgo terem sido de alguma forma intimidados. Este ano ainda por cima com a Nova Lei do Arrendamento, as perseguições têm vindo a apertar ... Estou muito, muito preocupada pois esta gente tem comportamentos indescritiveis....Esta é a minha segunda tentativa de contacto convosco. Não estou a brincar, nem quero fazer ninguém perder tempo...começo a pensar como um dos senhores que fez um post, que se calhar são lhe vão dar ouvidos, se e quando algo de grave acontecer. Peço a Deus que não seja grave de mais.
Espero desta vez não ser ignorada, mesmo que não saibam como me encaminhar...É tudo muito real. REAL, demais! Garanto-vos que se me seguissem durante 2 semanas, iriam perceber até que ponto esta gente chega.
NB. POR FAVOR, por uma questão de confidencialidade não divulguem o meu email. Obrigada.
De A. a 27 de Fevereiro de 2012 às 20:54
Tenho a certeza que ainda lhe darão uma resposta mais fundamentada, porque eu não tenho conhecimentos para o fazer mas o/a aconselharia a expor a situação na polícia. Provavelmente não adianta muito mas fica registado. Talvez tb possa recorrer ao detective privado, ou ainda tentar resolver a situação dessa propriedade com um advogado. Ou consultar um jurista para a/o aconselhar. Tente é não se deixar influenciar psicologicamente por esse assédio moral. Força.
De Ann a 27 de Fevereiro de 2012 às 18:58
Só quero realçar o quanto é importante este vosso gesto de divulgação de contactos de profissionais que podem ajudar pessoas muito necessitadas e em estado de desespero grave.
De Anónimo a 8 de Março de 2012 às 00:11
Desconhecia o termo stalking e que já era considerado crime em alguns países da Europa. É pena que não o seja em Portugal. Desde há vários meses que sou vítima desse tipo de perseguição por parte de uma ex-aluna, Tenho agido com indiferença e silêncio mas não sei até quando. Ela tem 21 anos e eu já estou aposentada!
De Boneca de Trapos a 30 de Março de 2012 às 23:46
Há uns tempos pediu-me que divulgasse o seu blog Vítimas de Stalking no meu blog. Lamento a demora, mas creio que virá sempre a tempo. Aqui fica o endereço do post que lhe dediquei hoje, ao seu blog e ao assunto Stalking: http://diariodasfemeas.blogspot.pt/2012/03/vitimas-de-stalking-o-blog.html

Embora nunca tenha sofrido um ataque deste género, enquanto mulher e sobretudo enquanto pessoa íntegra agradeço-lhe o precioso trabalho que tem feito para que este fenómeno seja cada vez mais visível. É necessário e é algo vindo de quem tem muita força. E essa força irá sem dúvida alguma salvar muitas vidas. É urgente que se crie legislação necessária mas sobretudo que surjam mecanismos de prevenção e identificação de fenómenos de stalking. Uma espécie de "como reagir"...

Da minha parte, gostaria de ajudar em tudo o que demais for necessário. Contacte-me se precisar simplify@live.com.pt .
De Vítimas de Stalking a 2 de Abril de 2012 às 05:16
Só hoje consegui ver a sua mensagem. Gostei imenso do que publicou no seu blog. Muito obrigada pela ajuda na divulgação e pelo tempo que gastou com este tema. :) ficou muito bem. Beijinho e ficamos em contacto
De Hedith Helena Martins Nogueira a 18 de Julho de 2012 às 19:16
Tentarei fazer um breve relato.

Me separei em 2003 e sai de casa apenas com com nossa filha, desejei ser feliz e que o meu antigo companheiro fizesse o mesmo. Hoje estamos em 2012 e ainda sofro por ele não ter concordado com a separação, passei por vários estágios, precisar ficar na casa de parentes (proteção), sair acompanhada de amigos/familiares, ter recebido ligações do ex. ameaçando me expor na net (fotos ntimas do casal),ter meu e-mail invadido 2009 (pelo ex) , ter a presença dele em minha casa contra vontade, utilizando nossa filha......
Em 2009 qdo digo que vou me casar, ele entra com processo judicial, usando e-mails meus para amigos dizendo que posterior ao casamento, darei entrada a pedido judicial para autorização de viagem com nossa filha e diz que eu iria fugir com ela do país, o que já era complicado ficou pior, pq. casei e não pude seguir minha vida, pois em viagem de lua de mel ele pega minha filha e leva para morar com ele em outra cidade´( depois de muita luta e contra o desejo dele, ela consegue voltar para casa/passamos ao estágio de fujitivas), bem estamos em 2012 e mês passado foi minha primeira audiência onde a menor foi ouvida, de 2009 a 2012 vivemos cenas de filme e agradeço a familia, amigos e todo suporte que recebemos. Ao ouvir a reportagem ref. a Stalking me senti imensamente feliz, pois sei que a cada avanço menos pessoas passarão por tudo que ainda estou passando. De um casamento de 14 anos, restou muita dor, e a certeza que a vida dá muitas voltas.
De Ana a 1 de Setembro de 2012 às 00:07
Bem haja pela coragem e pelo blog,eu também sou vitima de stalking há muito tempo,já participei às autoridades,mas esta pessoa chega a todo o lado,a minha vida está completamente destruida.
Também tenho um blog onde denunciei a minha situação,até no blog não tenho autonomia,controla tudo.Preciso de ajuda,ele conseguio isolar-me dos amigos.

Comentar post

.Autora

Maria João Costa\
Maria João Costa

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 5 seguidores

.pesquisar

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Saiba a diferença entre o...

. Notícias: "Grávida assass...

. Holandesa é detida após l...

. Noticia: "ataca menor na ...

. Em Inglaterra são dados o...

. Atleta alemã revela ident...

. Três em cada quatro perse...

. A prisão de um "serial st...

. Fica a sugestão de um blo...

. Artigo sobre stalking - r...

.arquivos

. Julho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

blogs SAPO

.subscrever feeds